Uma breve introdução ao Anarcocapitalismo de Murray N. Rothbard

Por Nicholas Leviski

wpid-unnamed-3.jpg.jpeg

Murray Newton Rothbard nasceu em 1926, em Nova York, onde estudou na Universidade de Columbia, formando-se em Economia e Matemática. Historiador, filósofo, ativista anti-político, e também um dos alunos mais influentes de Ludwig von Mises. Brilhante economista adepto da Escola Austríaca, ajudou a definir o conceito moderno do libertarianismo, sendo também o principal mentor do anarcocapitalismo. Seus pontos de vista eram, sem dúvida, libertários e uma mistura dos dois conceitos básicos da ideologia – a liberdade e o individualismo – levada ao extremo. Rothbard foi um dos principais representantes da Escola Austríaca de Economia e desempenhou um papel de liderança no seu renascimento como um dos pensadores interdisciplinares mais consistentes e originais. O paradigma da Escola Austríaca difere do paradigma Neoclássico (dominante), principalmente na percepção da economia como uma teoria da ação humana, entendida como um processo dinâmico (e não como uma teoria da decisão), bem como o subjetivismo metodológico como ponto de partida (e não a objetividade). O maior alvo de suas críticas sempre foi o sistema bancário central, sobre o qual demonstrou a necessidade de abolição através de argumentos axiomático-dedutivos e provas em muitos artigos e livros sobre o tema.

Como a característica que define o anarquismo é a sua oposição ao Estado e suas instituições, visando eliminar todas as formas de poder político, Murray Rothbard – sendo um anarquista e libertário – rejeitava totalmente mesmo um Estado mínimo (porque este ainda mantém o monopólio estatal no domínio da defesa, ainda que permitisse a concorrência). Em contraste com os liberais clássicos, Rothbard não viu no Estado, um defensor dos direitos individuais, mas o seu infrator primário (aqui considerando que a existência desses direitos não depende do Estado, pois seriam direitos naturais segundo Rothbard). De acordo com o pensador, o Estado é ineficiente e imoral e esta é a sua verdadeira natureza, independentemente de ser democrático ou não. Ele chamava de “supressão da guerra” as atividades subversivas juspositivadas pelo Estado, como assassinato em massa, escravidão e roubo da população (através de organizações coercitivas existentes), negando então, toda a legitimidade do Estado.

Rothbard defendia o axioma da não-agressão, onde “agressão” é definida claramente como “iniciar o uso ou ameaça de violência física contra uma pessoa ou à propriedade desta”. Portanto, ninguém tem o direito de iniciar uma agressão, pois isto seria uma violação dos direitos naturais de outrem. No entanto, a maioria dos libertários não são pacifistas (embora reconheçam plenamente o direito das pessoas de o serem) pois não só não se opõem ao exercício da autodefesa, mas como muito o apreciam. Eles diferem de direitistas dando forte ênfase à reparação do dano causado pelo autor do crime, não focando na punição mais severa para o mesmo (esta sendo paga pelos “contribuintes”).

Portanto, a partir de sua interpretação do axioma da não-agressão, com o reconhecimento à auto-propriedade, formando a base a sua visão do anarcocapitalismo, Murray Rothbard formulou mais completa noção de libertarianismo. O pensador chegou então à conclusão de que a existência do Estado e um mercado verdadeiramente livre (isto é, o sistema social de trocas voluntárias de bens e serviços) não podem ser conciliados. Optando pelo capitalismo pleno, ou livre mercado, defendeu a completa dissolução do Estado. O pai do moderno anarcocapitalismo estava convencido de que o “livre mercado cria um estado de harmonia e de benefício mútuo” e “intervenção do Estado cria um estado de conflito de classes, violência e exploração”.


 

Nicholas Leviski é coordenador do grupo de estudos Capitalismo e Liberdade; Estudante de administração na Unespar e de economia na Unopar; Judeu; Anarcocapitalista.

Anúncios

Um comentário sobre “Uma breve introdução ao Anarcocapitalismo de Murray N. Rothbard

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s