O lento suicídio do Império Romano – gastos crescentes, assistencialismo, privilégios e inflação

Por Lawrence W. Reed e Marc Hyden Se acontece até mesmo com poderosos impérios, por que não pode acontecer com simples nações? Muito antes de pacotes governamentais de socorro a empresas, programas assistencialistas e inflação monetária se tornarem uma rotina, os romanos já haviam vivenciado esquemas semelhantes. Há mais de 2.000 anos. Naquela época, o…

Quanto mais liberdade econômica, mais solidariedade e caridade – na teoria e na prática

Por André Pereira Gonçalves Um dos maiores lugares-comuns que ouvimos a respeito da solidariedade é que, sem o estado — ou seja, sem uma agência coerciva que obriga as pessoas a pagarem impostos, os quais serão imediatamente gastos em prol dos mais necessitados —, e sem essa redistribuição forçada de renda comandada pelos burocratas do…

A militarização da compaixão

Por Peter Boettke John Stuart Mill escreveu em seu livro Princípios da Economia Política que “o que frequentemente causa surpresa” em observadores “é a rapidez com que países se recuperam de um estado de devastação; o desaparecimento, em um curto período de tempo, de todos os sinais de prejuízos causados por terremotos, enchentes, furacões e a…

Serviços de defesa no livre-mercado

Por Murray N. Rothbard Economistas têm se referido inúmeras vezes ao “livre-mercado”, o arranjo social de trocas voluntárias de bens e serviços. Mas apesar dessa abundância de tratamento, suas análises têm desconsiderado as implicações mais profundas do livre comércio. Assim, tem havido uma negligência geral do fato de que o livre comércio significa a troca de títulos…

Ser individualista é ser contra a cooperação?

Por Charles W. Johnson Individualistas têm uma péssima reputação na política atual. Isso não deveria ser nenhuma surpresa; a política nos dias de hoje é dominada pela política eleitoral, e a política eleitoral é uma empreitada essencialmente anti-individualista. Em mercados livres e outras formas de associação voluntária, as pessoas que não conseguem concordar sobre o…

O estado resolve ou cria conflitos?

Hans-Hermann Hoppe “Se as pessoas querem viver juntas e pacificamente, então é impossível evitar o recurso da tomada coletiva de decisões, o que significa que decisões não-unânimes terão de ser impingidas.  E como os interesses de todos os indivíduos não podem ser absolutamente idênticos, então é necessário haver uma agência com poderes coercitivos capaz de…

Aqueles que acreditam que a liberdade pode ser alcançada por meio de “políticas públicas”

Por Lew Rockwell Uma das maiores derrotas do movimento intelectual pró-livre mercado foi permitir que suas idéias fossem categorizadas como sendo “opções de políticas públicas”.  Tal concessão sugere que se deve deixar a cargo do estado — de seus gerentes e intelectuais pagos — decidir como, quando e onde a liberdade deve ser permitida. A…

Sociopatia e ausência de caráter – características fundamentais para se ter sucesso na democracia

Por Diversos Autores Após toda a experiência democrática, o eleitorado já deveria reconhecer que, na melhor das hipóteses, elegerão incompetentes (e isso é tudo pelo que podemos torcer); na pior, escroques. No entanto, por piores que sejam os resultados, e por piores que sejam as consequências destes resultados, aquele ingênuo e constante mantra pró-democracia seguirá…