O mercado, e não os sindicatos, nos propiciou o lazer e o descanso

por Thomas DiLorenzo   Em seu livro Ação Humana, Ludwig von Mises escreveu que os sindicatos sempre foram a fonte primária de propaganda anticapitalista.  Lembrei-me disso recentemente ao ver um adesivo de pára-choque aclamando um dos credos fundamentais do sindicalismo: “O movimento sindical: as pessoas que lhe trouxeram o fim de semana”.Não exatamente.  Nas últimas décadas…