A política, os políticos e as massas submissas a eles

Por Diversos Autores A cada dois anos escolhemos aqueles políticos locais e nacionais que imaginamos serem capazes de melhorar nossas vidas.  Os problemas que queremos que eles resolvam são exatamente os mesmos que eles previamente criaram na ânsia de tentar administrar e cuidar de nossas vidas. A maneira como eles se elegem é única: prometendo…

Contrabandistas são heróis

Por Walter E. Williams Contrabandistas são um tipo particular de heróis. A essência do que um contrabandista oferece é: “Tiranos de governo querem evitar ou interferir em trocas voluntárias entre indivíduos pacíficos. Eu posso reduzir o impacto dessa interferência.” Vamos olhar para o contrabando, levando em conta que nem tudo que é ilícito é imoral…

O funcionalismo público, a drenagem dos cérebros, e os efeitos deletérios sobre a iniciativa privada

Por Diogo Costa N. do E.: um dos principais motivos da queda do governo Dilma foi a desorganização das contas do governo.  As consequências do descalabro fiscal foram recessão, inflação alta, desemprego e desindustrialização. O atual governo havia prometido um maior compromisso com o equilíbrio orçamentário. A nomeação de Henrique Meirelles para o Ministério da…

Os mercados precisam do governo?

Introdução Os mercados precisam do governo? Praticamente todo economista acredita que sim. Até os pensadores mais libertários sustentam que os mercados necessitam do governo para estabelecer as regras das trocas no mercado e para impor essas regras. Como Milton Friedman disse, “o governo é essencial tanto como um foro para determinar as ‘regras do jogo’…

Como o feminismo se equivoca em relação ao capitalismo

Por Iván Carrino Terminei de ler o livro Economia Feminista – Como construir uma sociedade igualitária (sem perder o glamour), escrito pela doutora em economia Mercedes D’Alessandro, uma das principais ícones do feminismo mundial. No livro, a economista — que possui formação marxista e é autodeclarada feminista — propõe uma análise centrada na desigualdade. Mas não…

Privatizar por quê?

Privatização é uma medida, não uma meta. Privatização como medida serve para submeter uma empresa sob o controle do público. Como tal, são os clientes que, por comprar ou abster-se de comprar, determinam quais empresas ficam no mercado e quais precisam fechar. Privatização estabelece a soberania do consumidor. Pelo mecanismo de lucros e prejuízos, os…